UM GUARDA ESPECIAL  -  MANOEL “GATO” DIAS DA SILVA

Home   Instituto   Araguaia   Cantão   Águas Interiores   Quem Somos  Projeto Ariranha  Projeto Peixes
Projeto Boto    Comunidades Naturais     ProCantão    Voluntários   Ciência Comunitária   Turismo  Galeria de Fotos
Home.htmlInstituto.htmlIntroducao.htmlLocalizacao.htmlaguas_interiores.htmlquem_somos.htmlProjeto_Ariranha_2.htmlProjeto_Peixes.htmlProjeto_Boto.htmlComunidades_Naturais.htmlProCantao_Port.htmlVoluntarios.htmlBolsas_de_Iniciacao_Cientifica.htmlVisita_ao_PEC.htmlFotos/Fotos.htmlshapeimage_1_link_0shapeimage_1_link_1shapeimage_1_link_2shapeimage_1_link_3shapeimage_1_link_4shapeimage_1_link_5shapeimage_1_link_6shapeimage_1_link_7shapeimage_1_link_8shapeimage_1_link_9shapeimage_1_link_10shapeimage_1_link_11shapeimage_1_link_12shapeimage_1_link_13shapeimage_1_link_14
 

Seu Manel Gato foi durante 25 anos o único residente dentro da área do Cantão.  Nascido em Araguacema, cidade ribeirinha do Araguaia, mudou-se para Caseara em 1970 a fim de engajar-se na caça pela pele de onças, ariranhas, jacarés e pela pesca de pirarucú.  Essas atividades, na época, ainda não eram ilegais.   Logo ficou conhecido na região pelo nome “ Gato”, uma alusão à sua coragem de enfrentar as onças pintadas.


Mas muito antes da proibição ao comercio de peles e animais silvestres, Seu Manel já havia se dado conta que aquilo não era uma coisa boa.  Não apenas parou de caçar, mas também tornou-se vegetariano, comendo apenas o peixe que pescava no porto em frente a sua casa.


No Cantão viveu completamente sozinho dentro do Furo do Cicica em uma casinha de palha muito bem arrumada.  Mas nunca se sentiu só: “ Fico eu mais Deus. Aqui mesmo eu tenho bastante. Tem jacaré, tem ariranha, tudo manso.  Tem juriti, tem jaó, tem jacu, tem mutum...tudo aqui junto.”  Com esse elo com a natureza, zelou e conservou seu pedaço do Cantão, afastando a presença de pescadores e caçadores ilegais das proximidades de sua casa.  Seu conhecimento a respeito dos animais e plantas do Cantão superam e surpreendem até mesmo o mais sábio dos biólogos. 


Seu Manel foi guarda de nossa base no Cantão por mais de 10 anos.  Agora aposentado, ainda sente muito prazer em acompanhar biólogos em campo quando necessário.  Esse homem do Cantão é uma fonte de inspiração para todos nós.